Conference
Manthia Diawara, Salah M. Hassan, Manuela Ribeiro Sanches, moderated by José António Fernandes Dias
A Dialogue on Negritude
26.09.2015

Lumiar Cité

© Manthia Diawara, still de vídeo

My Image

Em coprodução com o Goethe-Institut Portugal e a k’a Yéléma Productions (Paris), em parceria com o AFRICA.CONT/Câmara Municipal de Lisboa, o espaço Lumiar Cité apresenta o filme “Wole Soyinka e Léopold Senghor – Um Diálogo sobre a Negritude”, da autoria de Manthia Diawara.

Partindo de material de arquivo, Manthia Diawara organiza um diálogo imaginado entre Léopold Senghor, um dos fundadores do conceito de Negritude, e Wole Soyinka, escritor nigeriano laureado com o Prémio Nobel da Literatura. Segundo Manthia Diawara, “o filme prova a relevância atual do conceito de Negritude, confrontando o ponto de vista dos seus muitos críticos, não apenas para os processos de descolonização e independência das décadas de 1950 e 1960, mas também para a compreensão do nacionalismo nos contextos artísticos e políticos contemporâneos, a intolerância religiosa, o multiculturalismo, o êxodo africano e de outras populações do Sul, e as políticas migratórias xenófobas do Ocidente”. O filme torna-se o centro da exposição, transformando o andar superior da galeria num cinema temporário, no qual é apresentado durante seis semanas em sessões diárias fixas.

A inauguração da exposição coincide com uma conferência que conta com a presença de Manthia Diawara, Salah M. Hassan, Manuela Ribeiro Sanches e a moderação de José António Fernandes Dias, organizada em colaboração com o AFRICA.CONT/CML e o Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

O filme surge como o primeiro resultado de uma série de conferências organizadas pela Maumaus e o Goethe-Institut, em parceria com AFRICA. CONT/CML, a New York University (EUA), a Akademie der Künste (Berlim, Alemanha) e o Institute for Comparative Modernities / Cornell University (Ithaca, EUA) que, desde 2011, tiveram lugar em Lisboa, em Dakar (“Modernities in the Making”) e em Berlim (“Rethinking Cosmopolitanism”). (http://www.maumaus.org/Maumaus/Modernities_in_the_Making.html) (http://www.maumaus.org/Maumaus/Rethinking_Cosmopolitanism.html)

Em 2016, o projeto terá continuidade em Lisboa, com o lançamento de duas publicações que reúnem ensaios dos participantes nas conferências.

Manthia Diawara é Diretor do Institute of African American Affairs (New York University). Enquanto cineasta dirigiu “Edouard Glissant: Um Mundo Em Relação” (2009), “Maison Tropicale” (produção da Maumaus, 2008), “Who’s Afraid of Ngugi?” (2006), “Bamako Sigi-kan” (2002), “Conakry Kas” (2003), “Diaspora Conversations: from Goree to Dogon” (2000), “In Search of Africa” (1997), “Rouch in Reverse” (1995) e, com Ngugi wa Thiong’o, “Sembène: The Making of African Cinema” (1994), entre outros. Entre as suas publicações recentes destacam-se “Cinema Africano – Novas Formas Estéticas e Políticas” (com Lydie Diakhaté, 2011) e “Não Arreda- mos Pé” (2008/We Won’t Budge: An African Exile in the World”, 2003), para além dos muitos ensaios produzidos sobre cinema e literatura das diásporas africanas.

Salah M. Hassan é Professor e Diretor do Institute for Comparative Modernities (ICM), e Professor no Africana Studies and Research Center e no Departamento de História da Arte e Estudos Visuais da Cornell University. É fundador e editor de Nka: Journal of Contemporary African Art e editor consultor das publicações Atlantica e Journal of Curatorial Studies. Foi curador de exposições internacionais, entre as quais se des- tacam: “Authentic/Ex-Centric” (49a Bienal de Veneza, 2001), “Unpacking Europe” (Roterdão, 2001-02), e “3x3: Three Artists/Three Projects: David Hammons, Maria Magdalena Campos-Pons, Pamela Z” (Dak’Art, 2004). É autor e editor de vários livros e colaborou com inúmeras revistas profissionais de arte.

Manuela Ribeiro Sanches é Professora Auxiliar com agregação da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde lecciona diversas disciplinas no âmbito dos estudos culturais e estudos pós-coloniais. Exerceu também atividade docente no Departament of Comparative Literature, Indiana University, Bloomington, e no Institut für Europäische Ethnologie, Humboldt-Universität zu Berlin. Foi ainda investigadora-resi- dente neste instituto berlinense e no Center for Cultural Studies, University of California, Santa Cruz. Atualmente é Diretora do Centro de Estudos Comparatistas da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

José António Fernandes Dias é antropólogo, curador, programador e Professor da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL). Criador do site ArtAfrica, foi também coordenador do Mestrado em Estudos Curatoriais da FBAUL e da Fundação Calouste Gulbenkian, sendo atualmente Diretor do projeto AFRICA.CONT da Câmara Municipal de Lisboa. Autor de numerosos artigos publicados em livros, revistas e catálogos, em Portugal e no estrangeiro, sobre antropologia e teoria da arte, museologia e estudos pós-coloniais, tem-se também destacado como curador de várias exposições.






































































































































Maumaus

Avenida António Augusto de Aguiar, 148 - 3º C
1050-021 Lisboa, Portugal
Monday to Friday, 10h00 to 13h00,
14h30 to 19h00

Tel: + 351 21 352 11 55
maumaus@maumaus.org

Seminar
Alan Read
The Dark Theatre:
Conditions of the Irreparable
11.-13.03.2020, 11 am, 2 pm

Auditorium Goethe-Institut, Lisbon

Independent Study Programme
Call 2022
Until 20.09.2021

Seminar
Sjoerd van Tuinen

The Politics of Resentment

23, 25, 26.03.2021
12h–14h30, 15h30–18h

Online

Seminar
Sjoerd van Tuinen
The Politics of Resentment
24–26.03.2021
12h–14h30, 15h30–18h

The seminar will take place online only.

Lecture
Milan Ther

From One Institution to Another: Presenting Situated Aesthetics

30.03.2021
18h00

Online

Fogo Island Dialogues
Atlantic Codes
November 8–9, 2019

Calouste Gulbenkian Foundation, Padrão dos Descobrimentos, Lumiar Cité


Lumiar Cité

Rua Tomás del Negro, 8A
1750-105 Lisboa, Portugal
Wednesday to Sunday, 15h00 to 19h00
and by appointment.
Tel: + 351 21 755 15 70 | 21 352 11 55
lumiar.cite@maumaus.org

Ao descer a escada
Há um degrau p’ra me sentar.
Não há outro degrau
Onde descansar.
Não estou lá em baixo
Nem lá em cima estou.
Estou é na escada
Onde sempre estou.

Ao subir a escada
Não estou em cima, nem em baixo.
Não estou na creche,
Nem mesmo no sopé, acho.
Ideias estranhas começam a girar
Na minha cabeça
Fora do lugar!

Tonio Kröner
09.11.2019 - 02.02.2020

26.06 | 18h00 Online conversation with Sabeth Buchmann

Thompson, Jürgen Bock

26.06 | 18h00 Online conversation with Sabeth Buchmann


Judith Barry
All the light that's ours to see

Extended until 6 December 2020

In line with revised recommendations from the authorities, we are postponing the exhibition, which was scheduled to open on 28 March. A new date will be communicated in due course.

Loretta Fahrenholz
Circle Navel Nil
24.04. – 27.06.2021

24.06 | 18h00 Online conversation with Sabeth

Buchmann, Loretta Fahrenholz and Jürgen Bock


Veit Stratmann
PAVILION
13.11.2021 – 30.01.2022

Lumiar Cité is closed for the summer break between 16 and 31 August.


In cooperation with Lumiar Cité:

Tiffany Chung
Thu Thiêm: an archaeological
project for future remembrance
08.06. - 08.09.2019

Johann Jacobs Museum



Maumaus / Lumiar Cité
is funded by Ministério da Cultura / Direção-Geral das Artes. With the support of Câmara Municipal de Lisboa and Junta de Freguesia do Lumiar

My Image
My Image
My Image
My Image